Barra de vídeo

Loading...

sábado, 27 de junho de 2015

A MORTE E OS JOVENS



            Assistindo à comoção das pessoas com a morte do jovem artista, Cristiano Araújo, resolvi refletir no tema – a morte e os jovens – e decidi redigir o resultado das minhas reflexões à luz da Doutrina Espírita.
Ela sempre surpreende seja qual for a idade.
            Acontecimento natural em um mundo como a Terra, a morte é vista pela grande maioria por fato injusto.
            A vida na Terra pode ser comparada a uma viagem muito especial para a evolução espiritual do ser e, verdadeiramente, é isso que acontece.
            Desembarcamos aqui pela bênção da reencarnação, sem bagagem alguma, trazendo apenas o coração como mochila, carregado de esperanças e com o aprendizado de vidas passadas.
            À medida que crescemos, nosso deslumbramento aumenta e passamos a acreditar que somos daqui e que viemos para ficar.
            Nosso orgulho ancestral vai se mostrando e criamos grande confusão, imaginando que os bens e conquistas materiais sejam de nossa propriedade.
            Na idade juvenil, o corpo, estuante de energias, alimenta a crença de que nada pode acontecer aos jovens, pois a ordem natural das coisas é que os mais velhos partam primeiro e os jovens depois.
            Galera, não existe ordem natural para a morte acontecer.
            A morte não pede certidão de nascimento para verificar o tempo de vida do ser humano.
            O Espiritismo vem detonar a ideia da morte, pois a vida continua, mas acima de tudo, a doutrina dos imortais vem nos pedir mais responsabilidade com a vida.
            A imprensa diz: “Se ele e a namorada estivessem utilizando cinto de segurança, teriam sobrevivido”.
            Quem é que pode afirmar o contrário?
            Imagino que as montadoras de automóveis, após horas intermináveis de testes, batendo carros em muro, não instalaram cintos de segurança na parte de trás dos automóveis por simples adereço e enfeite.
            A colocação acima é apenas para a nossa reflexão, pois a vida é um bem precioso e nós ainda agimos de maneira descuidada com esse presente.
            Quando a morte vem, não dá tempo de apanhar as roupas, diplomas e outras conquistas, sejam elas quais forem, a gente apenas parte.
            Está no coração tudo que pode ser amealhado nessa e em outras vidas.
            Muitos jovens vivem como se nada fosse lhes acontecer, e por isso muitos morrem de maneira inconsequente.
            Para os que ficam, a dor profunda é a herança.
            Sabemos que existe vida depois da morte, está aí a mediunidade para nos mostrar, e ainda todo legado que o Espiritismo vem ofertando à humanidade.
            Quando estamos encarnados, parece que uma névoa nos confunde a razão, entorpecendo nosso senso de realidade.
            Essa névoa é a ilusão, e é na idade juvenil, que essa realidade é mais palpável.
            É preciso saber viver, tratando a vida como o bem mais precioso que Deus nos ofertou.
            Quando a morte nos emocionar pela partida de uma pessoa pública ou não, devemos refletir acerca do momento da nossa própria partida, isso certamente nos dará senso de humildade para valorizar esse bem precioso.
            Encher a mochila do nosso coração de conquistas e alegrias espirituais é a nossa meta.
            Amar as pessoas, fazer o bem, aproveitar as oportunidades é a essência da vida.
            A morte acompanha nossos passos a cada dia de vida, não para impedir nossa felicidade, mas para dar mais gosto a cada vitória, a cada sonho realizado.
            O que nos falta na verdade é aceitar que estamos de passagem por esse mundo, e que não existe ordem cronológica para a partida.
            Chico Xavier afirmava de maneira sábia:
            Escapamos da morte quantas vezes for preciso, mas da vida nunca nos livraremos.
            Cuide da sua vida física como uma flor delicada, evite os vícios e toda sorte de imprudência que a ilusão do mundo traz.
            Carregue na mochila do seu coração sentimentos leves e gratidão, para que na hora da partida, seja em qualquer idade, nada possa impedir seus passos ligeiros em direção a Deus.
            Valeu!!!

            Adeilson Salles

16 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Tão bem fundado quanto bem feito e conveniente! É pena que tanta gente, como eu tinha, conserva só o preconceito por não conhecer a Doutrina Espírita. Quem a conhece de verdade jamais deixa de beber da sua fonte.
    Eu que o diga: Valeu Adeilson Salles!

    ResponderExcluir
  3. senhor me fortalece na tua palavra para prosseguir na tua estrada

    ResponderExcluir
  4. Que tenhamos aprendizado e na sabedoria adquirida, chegarmos aos braços do Pai !

    ResponderExcluir
  5. Excelente!!! Ainda tenho aversão quando as coisas não seguem seu curso natural, mas com muito estudo a gente chega lá.

    ResponderExcluir
  6. Quando o ser humano refletir sobre o verdadeiro da sua existência aqui na Terra, certamente mudará os seus hábitos e atitudes. Muito bom esse texto.

    ResponderExcluir
  7. Sem comentário! somos seres espirituais, passando por uma experiência humana...

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. realmente, o acontecido comoveu a todos. Mas, apesar do sofrimento, que nos sirva para refletirmos sobre o quanto somos frágeis e que, somente, Deus tem o controle de TUDO. Que Ele conforte os familiares do Cristiano.

    ResponderExcluir
  10. A reencarnação nada mais é que uma grande universidade que abrange desde o pre-escola até o doutorado; a vida, um ano letivo. Cada vida terrena que alcançamos, é uma experiência na qual aprendemos uma cartilha; muitos aproveitam os estudos e nos momentos de provas se saem bem; outros, apenas assistem as aulas, mas, não fazem por onde aprender a lição. Aqueles que aproveitam bem seus estudos, partem para as férias da escola com seu histórico escolar com notas azuis e os que somente assistiram, mas não aproveitaram os estudos, partem repetentes e são obrigado a voltar no próximos ano cursando a mesma série em que não aproveitaram os estudos... eis a mochila do conhecimento!

    ResponderExcluir
  11. MUITO LINDO!LIÇAÔ DE COMO PERMANECER SEMPRE VIVO ,ALEM DA MATERIA.

    ResponderExcluir