Barra de vídeo

Loading...

sábado, 16 de julho de 2016

A DROGA DA IGNORÂNCIA



A DROGA DA IGNORÂNCIA

O flagelo das drogas segue matando sonhos, sequestrando vidas, ceifando famílias.

A cada dia, mais e mais jovens, são expulsos da vida física pelas portas do suicídio, voluntário e involuntário, tendo nas drogas a catapulta mortal.

Em vão, medidas paliativas são tomadas e centenas de jovens adentram o mundo sombrio das drogas, por não conseguirem lidar com as frustrações que a vida em um planeta de provas e expiações oferece.

Alienados das verdades espirituais, e do real sentido da vida, milhares de garotos e garotas, vivem como zumbis, alimentando-se de alucinógenos de todo jaez.

Tentam a fuga da realidade, da falta de sentido, que a vida sem referências positivas e edificantes poderia lhes oferecer.

Pais ocupados, filhos abandonados!

Não obstante, seja essa a cruel realidade, podemos afirmar com sobejas razões, que grande parte da humanidade se encontra em estado letárgico devido a acomodação e uso de um outro tipo de droga, que gera todos os malefícios experimentados pela sociedade.

A droga a que me refiro vem causando tragédias em toda a história da humanidade, me refiro à “droga da ignorância”.

A ignorância a respeito da vida e de seu sentido verdadeiro.

A ignorância sobre a morte e a continuidade da vida, o desconhecimento, ou o desprezo, pelas leis naturais criadas por Deus.

Tudo isso gera um estado de alucinação, pois o egoísmo e a vaidade atuam como poderosos alucinógenos da alma roubando a lucidez.

A droga da ignorância, que está inoculada no coração da criatura humana promove as guerras de extermínio, o preconceito de variados matizes, e tantos outros males.

Apenas a educação proposta por Jesus, e revivida pelo Espiritismo, pode livrar o homem do estado letárgico em que se compraz.

A lei de causa e efeito, que rege todas as nossas ações nos dois planos da vida é recurso educativo, todavia, a educação espiritualizante é que pode libertar o espírito do processo de dependência egóica em que ele se enclausura.

Jesus, o Divino amigo de todos nós, ao propor a prática do amor ao próximo sabia, que o processo de libertação da droga da ignorância pode se dar pelo esforço em amar o semelhante.

A caridade, ensinada por Paulo, que é a bandeira do Consolador prometido, também é processo profilático contra a drogadição egoística. 

É necessário erguer a candeia do Espiritismo para que as trevas da ignorância sejam dissipadas.

Para aqueles, que pela ignorância, enveredaram para a dependência química é necessário a ajuda profissional adequada, para lidar com a drogadição.

Não nos esquecendo que a família do dependente também necessita de ajuda especializada.

A droga da ignorância só pode ser erradicada pela educação que contemple o ser integral.

Os grandes déspotas da humanidade tinham a grave característica de serem profundamente viciados na droga da ignorância.

Jesus era chamado de Mestre, porque lecionou o amor por seu evangelho, e todo aquele que o segue, liberta-se do vício terrível que a o alucinógeno da ignorância leva a efeito em todos os corações e mentes viciosos.

Parafraseando o Divino Amigo, que asseverava que ninguém chegaria ao Pai a não ser por Ele, podemos afirmar com convicção: “Ninguém fica limpo da alucinação que a ilusão material oferece, sem educar-se espiritualmente”
           

Espírito Ivan de Albuquerque pelo 
médium Adeilson Salles


      

4 comentários:

  1. De fato, a ignorância é uma droga que subjuga e aliena,trazendo apenas prejuízos ao indivíduo. .

    ResponderExcluir
  2. "Conhecereis a Verdade e a verdade vos libertará".

    ResponderExcluir
  3. A ignorancia das verdades do espirito e a máe de todos os vicios e males do mundo. Divulgar esta verdade atraves dad redes sociais e missao de cada pessoa que a conhece.

    ResponderExcluir
  4. A ignorancia das verdades do espirito e a máe de todos os vicios e males do mundo. Divulgar esta verdade atraves dad redes sociais e missao de cada pessoa que a conhece.

    ResponderExcluir