Barra de vídeo

Loading...

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

ONDE HÁ ESPERANÇA, HÁ A PRESENÇA DO AMOR - DIVALDO FRANCO


Divaldo Franco em Salvador

12 de dezembro de 2017 – Centro Espírita Caminho da Redenção

Onde há esperança, há a presença do amor. (Divaldo Franco)
A atividade doutrinária teve início com a formação da mesa diretiva por Demétrio Lisboa, Presidente do Centro Espírita Caminho da Redenção – CECR -; João Araújo, dirigente do encontro; Francisco Batista Ferraz, do Paraná, representando as caravanas e pessoas que vieram para os diversos eventos realizados pelo CECR; e Divaldo Franco, renomado expositor espírita. Fomentando a paz foi divulgada a programação do 20º Movimento Você e a Paz que será levado a efeito em Salvador/BA, nos dias e locais a seguir: 13/12 – Dique do Tororó, às 18h30min; 15/12 – Farol da Barra, às 19h30min; 17/12 – Shopping da Bahia, às 18h00min; e 19/12 – Praça do Campo Grande, a partir das 18h00min.
No sábado, às 16h00min, terá início mais um encontro de reflexões sobre a obra psicológica de Joanna de Ângelis, carinhosamente denominado aulão de psicologia. Além dos habituais expositores estará presente Roberto Crema, Antropólogo, Psicólogo e Mestre em Ciências Humanas e Sociais pela Universidade de Paris, Reitor da Universidade Internacional da Paz – UNIPAZ.
Divaldo destacou, que em todos os tempos, os falsos profetas estiveram e ainda estão presentes no seio da humanidade, chamando a atenção para que se tenha prudência com notícias alarmista com conteúdos proféticos. Não creiamos nos falsos profetas, salientou o lúcido médium baiano. Falando sobre as suas últimas experiências com as dores no corpo físico, externou a sua gratidão a todos que oraram pelo seu pronto restabelecimento após uma cirurgia - rizotomia - para eliminar as dores cruciantes que vem experimentando há sete meses. Divaldo aproveitou as dores para poder se exercitar no domínio do Espírito sobre a matéria, dizendo que a Doutrina Espírita lhe dá a coragem necessária para dominar a matéria e a dor. É uma verdadeira bênção não sentir dores.
Nesta passagem pelo sistema de saúde, enalteceu o atendimento de excelência que recebeu do quadro funcional e técnico do hospital, bem como o componente estrutural, tendo inclusive, neste pequeno período, atendido solicitações de auxílio espiritual, reconfortando os pacientes. Onde há esperança, há a presença do amor. O homem moderno vive em uma verdadeira crise interior oriunda da insatisfação, do vazio existencial. O homem está somente pensando em si mesmo. Alheio ao próximo, fixa-se e refugia-se nos prazeres transitórios. Salientou que uma consciência tranquila, o dever retamente cumprido com justiça, e onde impera o amor, as tribulações momentâneas da vida tendem a desaparecer. Todo aquele que ama é feliz por que faz o bem.
Como o amor com Jesus é especial. Fazer o bem, alegrando crianças e adultos, destacando o seu valor, oferecendo auxílio sem nada exigir de troca, tornando a vida das criaturas humanas mais digna, é amar. Divaldo discorreu sobre a importância da família como instituição primorosa que visa moldar o caráter, preparando criaturas melhores. Neste sentido discorreu sobre a obra realizada por Bert Hellinger (1925 -), é um psicoterapeuta alemão, inventor das Constelações familiares. O pesquisador alemão afirma que a família estabelece, ou procura estabelecer três vínculos. O do pertencimento, onde uns pertencem aos outros; o do progresso, quando cada dia é melhor do que foi ontem; e o da ardem, para que a vida seja mantida. A família, então constituída, também se relaciona com outras, canalizando energias para o bem, transformando a sociedade para o bem.
Novamente reconheceu a inestimável colaboração que recebeu de muitos, externando a sua gratidão. Destacando a coragem do Papa Francisco em dizer que o céu e o inferno não existem e que Adão e Eva são seres mitológicos. Assim, os indivíduos, mais esclarecidos e consolados, sairão das crises interiores, doando-se uns aos outros, caminhando a par e passo com a alegria. Sempre semeando esperança e conforto espiritual, Divaldo embalou os corações e produziu nas mentes dos assistentes a certeza da vida futura e da felicidade, a excelência do amor como fonte de vida, embora ainda experimentando dores de toda monta e ordem.
Texto: Paulo Salerno

Fotos: Jorge Moehlecke

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

MAIS PRÓXIMO DOS 50. E O QUE A VIDA ME ENSINA?



Mais próximo dos 50. E o que a vida me ensina? 


Se existe uma coisa inexorável na vida é o tempo. E o tempo traz algo que muita gente não gosta: o envelhecimento. Mas qual a função do envelhecimento? Primeiro, impedir que passemos a vida toda reféns de nós mesmos, presos a ingenuidade egocêntrica que em algumas fases da vida até nos protege, é necessária, mas que precisa passar para que possamos evoluir. Depois, porque é preciso realmente que a vida nos apresente novas possibilidades e nos ensine a pensar sobre algo mais. Envelhecer traz uma lição que não podemos deixar de aprender: A felicidade nada tem a ver com o corpo, com o status, com o apego, com as relações. Muitos de nós só percebemos a felicidade quando o tempo passa. Quando o corpo perfeito já não pode ser preocupação, a opinião alheia perde a importância e viver passa a ser uma verdadeira dádiva. Hoje eu envelheço um pouco mais, e como todas as fases da vida essa minha nova fase traz dificuldades, aprendizados e muita coisa boa para vivenciar. A minha hérnia de disco não me deixa pular mais como o menino de 20 anos atrás, mas me permite buscar ter disciplina comigo mesmo, me ensina que posso fazer tudo que quero, mas não do jeito que quero. E por que isso é bom? Porque me contém, me permite parar. 

Em cada nova fase, aprendemos novos valores. E a hérnia ou o cansaço a mais, pouco significam no composto belo da vida que apenas o tempo traz. Tenho aprendido muito. Descubro a cada dia que existem muito mais pessoas boas que nós nos permitimos imaginar. 

A capacidade de enxergar e conectar-se com o outro é também amadurecimento. Minhas viagens têm me permitido conhecer pessoas maravilhosas, ampliar uma rede de relacionamento e solidariedade, comprometida com o bem estar da coletividade e de uma sociedade melhor. Me sinto feliz em fazer parte disso. Mas não sou melhor que ninguém, entendo hoje que sou parte do processo, desse processo de um novo tempo, que não é só meu. Envelhecer não é um problema, problema é não se permitir envelhecer. “Cada um de nós compõe a sua própria história e cada ser em si carrega o dom de ser capaz de ser feliz”, mas para isso acontecer eu tenho que envelhecer.


Rossandro Klinjey - psicólogo clínico, palestrante e autor.
www.rossandro.com
www.facebook.com/rossandro.klinjey

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Adeilson Salles é o MAIS VENDIDO na Candeia





















Adeilson Salles é o MAIS VENDIDO na Candeia, um dos maiores distribuidores de livros espíritas do Brasil. 
"GAME OVER" do espírito Luiz Sérgio já é o maior sucesso editorial. Leitura indispensável para pais e educadores.



terça-feira, 14 de novembro de 2017

VIGILÂNCIA E FIDELIDADE DA ÚLTIMA HORA - BEZERRA DE MENEZES


Mensagem do Espírito Bezerra de Menezes por intermédio de Divaldo Franco no encerramento da reunião do CFN 2017:
VIGILÂNCIA E FIDELIDADE DA ÚLTIMA HORA
 Filhos, filhas, todos da alma!
Metamorfoseando-se, o materialismo penetra em todos os ramos do conhecimento humano e as religiões não escapam da sua habilidade camaleônica, permitindo-se os métodos perturbadores das necessidades corporais do ser humano no seu processo de evolução.
Indispensável a vigilância para não nos deixarmos engambelar pelas sereias sedutoras nos seus cânticos que fascinam, entorpecem e aniquilam a esperança.
Jesus, não poucas vezes, teve que enfrentar a argúcia do materialismo disfarçado, das manifestações farisaicas que se apresentavam vestidas de traje impecável quais sepulcros de branco caiados, ocultando cadáveres em decomposição.
Allan Kardec, não poucas vezes, viu-se sitiado pelas manobras maniqueístas do Mundo Espiritual inferior através de companheiros da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, sendo, no entanto, fiéis aos postulados do Espírito de Verdade.
Na atualidade, de sofreguidão e de tormento, o ser humano procura uma forma de escapar das provações necessárias ao seu processo evolutivo, e não raro são atraídas essas almas para as propostas equivocadas do deus Mamon, e Mamon deísta que fascina, embriaga os invigilantes e os precipitados.
Indispensável a nossa fidelidade aos postulados espíritas conforme exarados na Codificação. O mundo estertora, não pela primeira vez. Periodicamente, conjugam-se fatores cósmicos que se tornam sociológicos e ético-morais, sacudindo as civilizações e empurrando-as para o aniquilamento, para logo surgir um período de esperança e de paz.
Às vésperas da grande transição planetária já iniciada desde há muito, atingimos o clímax que nos pede sacrifício e honradez. Quantos desertam na hora do testemunho! Quantas almas fragilizadas pela sua constituição emocional e espiritual, atraídas pela doçura do Homem das Bem-Aventuranças, mas que não suportam o ferrete do padecimento humano e optam pela desistência mais uma vez!
Somos alguns deles que retornamos, ouvindo o convite de Jesus para a mansuetude, para a misericórdia, para a autoiluminação e tendo baqueado ontem, encontramo-nos necessitados da redenção, tropeçando nas próprias mazelas, correndo o risco da desistência perigosa. Tenhamos cuidado para que os encantos rápidos do mundo não nos distraiam tanto.
Algo temos que fazer e o Mestre Incomparável pede-nos fidelidade da última hora. A noite desce e a treva não se faz total porque as estrelas do amor brilham no cosmo das reencarnações.
Este é momento grave, filhas e filhos do coração, e vós tendes a oportunidade de O servir como dantes não lograstes.
Tornai-vos fortes ante a debilidade das forças. Sede fiéis diante das facilidades do comportamento. Por mais longa seja a existência física, ela se interrompe e o ser volta à realidade, à Casa Paterna, com os valores que acumulou durante a trajetória física.
Bendireis amanhã as dificuldades de hoje, as noites, quiçá indormidas, de preocupações e de zelo, porque o pastor se preocupa especialmente com as ovelhas que tresmalham e deveis estar atentos  para essas ou para aquelas que são lobos travestidos de cordeiros em nosso meio, ameaçando a estabilidade do rebanho.
Jesus recomendou-nos a vigilância para, depois, a oração. Sede prudentes como as serpentes, sábios como as pombas, parafraseando o Evangelho, e estai vigilantes, porque amigos vossos de ontem, que se encontram conduzindo as leiras do Espiritismo com Jesus abrem as portas imensas da Imortalidade para que as atravesseis em triunfo e em glória.
Bendizei, portanto, as dificuldades que também experimentamos quando estávamos na indumentária carnal. Ninguém em caráter de exceção. Quantas vezes choramos convosco, abraçando-vos e dizendo-vos: “bom ânimo, crede e perseverai”, recordando-nos de Paulo, sob as ruinas da acrópole antiga em Atenas, renovada, ouvindo as vozes espirituais depois do insucesso da sua pregação aos gregos que ele tanto amava. E ele soube esperar, trabalhar, insistir e amar, fazendo que depois Atenas recebesse o divino pábulo do Evangelho e o legado sublime de Jesus.
Estamos em uma nova Atenas, que teima em não nos aceitar, em substituir Jesus pela tradição dos velhos deuses de Dionísio a Momo, de Baco às expressões mais vis do humano comportamento.
O triunfo, sem dúvida, é de Jesus. Ide e pregai com o exemplo, vivendo o Evangelho a qualquer preço, não conforme as teologias, mas de acordo com a ética moral de que se utilizou Allan Kardec para perpetuar esse modelo e guia da Humanidade que nos conduz!
Ide, amados! Antes, servos e, agora, irmãos do Mestre em triunfo, na Era de Luz que se iniciará em madrugada próxima, logo seja terminada a noite de trevas.
Mantende-vos em paz e amai, ajudando-vos uns aos outros nas suas debilidades e fraquezas, pois que são eles que precisam do vosso auxílio para também atingirem a meta.
O Senhor da Vida irá conosco.
Muita Paz, filhos do coração e filhas da ternura!
São os votos dos espíritos-espíritas, por intermédio do servidor humílimo e paternal de sempre,
Bezerra.
(Mensagem psicofônica ditada pelo Espírito Bezerra de Menezes ao médium Divaldo Pereira Franco, no encerramento da Reunião Ordinária do Conselho Federativo Nacional, realizada em Brasília, em 12 de novembro de 2017. Texto revisado pelo autor espiritual.)

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

ROSSANDRO KLINJEY EM UBERLÂNDIA - MG






















Agora é pra valer!

O Curtir é Viver traz para Uberlândia o palestrante e escritor Rossandro Klinjey, que desembarca na cidade para uma palestra imperdível!

O evento acontecerá no Center Convention, no dia 21 de novembro às 19h30. Você não pode perder!

A entrada para o evento será 4KG de alimento não perecível, que serão destinados a entidades beneficiadas, em breve divulgadas. 

Os postos de troca serão na Rede de Supermercados D' Ville.

Não fique de fora, esperamos você!

Palestrante e escritor, Psicólogo Clínico e Mestre em Saúde Coletiva, Rossandro Klinjey atuou como professor universitário durante mais de dez anos e foi a partir dessa experiência que passou a se dedicar à atividade de palestrante, onde encontrou uma nova paixão.

Autor de 4 livros, dedica-se hoje a diversas áreas do conhecimento humano, tais como a motivação, liderança, recursos humanos, perspectivas da educação, relações interpessoais, desenvolvimento emocional, gestão de pessoas, serviço público e cultura de paz e tem como objetivo trazer todo o universo do “mundo emocional” para as suas dinâmicas palestras, para que eles possam ser compreendidos por qualquer pessoa.

É assim que Rossandro Klinjey emprega todo o seu conhecimento e experiência, com a missão de oferecer para um público variado o suporte que necessita para solucionar problemas, desenvolver e explorar o seu potencial e alcançar assim, mais qualidade de vida em todos os sentidos.

É com muito entusiasmo e alegria, típicos de quem ama o que faz, que Rossandro Klinjey desembarca em Uberlândia no dia 21 de novembro, para uma grande e inesquecível palestra. Esperamos todos vocês!


Mais informações em:  https://www.facebook.com/curtireviver/  Tel. 34 3228-7655