Barra de vídeo

Loading...

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Reflexões na Eslovênia - por Divaldo Franco




Artigo de Divaldo Franco publicado  no jornal A Tarde, coluna Opinião, em 17/07/2014.













A capital da Eslovênia, Liublina, é considerada a cidade mais limpa e uma das mais seguras do mundo. Transcorridos somente 23 anos desde a sua independência do bloco anteriormente pertencente à Iuguslávia, é o único país ex-comunista vinculado à União Europeia, com um povo trabalhador e gentil que sofreu terrível guerra, a fim de separar-se da antiga dependência. São excelentes as suas escolas, o atendimento hospitalar e, graças ao turismo, dispõe de grande oportunidade de destacar-se, como já vem ocorrendo, na comunidade europeia.
Reflexionando em torno da violência e da loucura bélica que domina o mundo moderno, não posso deixar de concluir que os valores éticos, ao serem abandonados, abrem espaço para o domínio da agressividade e do crime generalizado.
Jamais houve tanto conforto no mundo, pelo menos, para alguns indivíduos, como acontece na atualidade. Nunca a longevidade humana atingiu estatísticas tão expressivas como neste período e, nada obstante, nunca a ferocidade entre as criaturas alcançou índices tão elevados.
O que está acontecendo com o ser humano?
Especialistas nas áreas da Sociologia, da Psicologia, da Religião vêm tentando esclarecer este grande desafio e esbarram em dificuldades quase intransponíveis, porque o grande enigma do ser humano é ele próprio, que se recusa autoconhecer, identificar a finalidade existencial e conscientizar-se dos seus deveres em relação à sociedade realmente feliz. 
Fascinado pelo mundo exterior, olvida-se do interior e busca possuir para desfrutar, igualmente não considerando a transitoriedade do corpo físico e da sua fácil e rápida consumpção pela morte.
Em face da mais recente derrota do Brasil, na disputa futebolística contra a Alemanha, deixando-nos a todos estarrecidos, vale seja feita a reflexão profunda de que a cabeça é mais importante do que os pés, o que nos levará à cultura, à ética e ao amor fraterno, essenciais à vida.

Divaldo P. Franco

Divaldo Franco escreve na quinta-feira, quinzenalmente.

Achou interessante? Passe um e-mail ou ligue para os nºs abaixo e comente, isso é muito importante para a permanência da coluna no referido jornal.
Central Telefônica: (71) 3340 - 8500 -
Redação: (71) 3340 - 8800
Email - opiniao@grupoatarde.com.br

2 comentários:

  1. sempre uma boa palavra tem o amigo Divaldo, verdadeiramente um semeador de estrelas.

    ResponderExcluir