Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

MARCELLA - UMA GUERREIRA QUE VENCEU O CÂNCER

 
Era uma vez uma menina feliz, alegre, determinada, responsável, compreensiva, mas com um defeito muito ruim para seu corpo: guardava todas as suas mágoas.

Ela teve uma adolescência maravilhosa e soube aproveitar a vida; aproveitou sua liberdade e acreditava que sua felicidade plena era aquilo: curtir, curtir e curtir a vida, trabalhar e ser bem-sucedida. Ela nunca foi de ficar muito com sua família, ela trabalhava de dia de semana e final de semana; queria aproveitar.

Um belo dia, Deus resolveu mostrar para essa menina que aquilo era uma felicidade momentânea e que a vida não era por aquele caminho. Não viemos aqui para simplesmente passar, dar um oi e ir embora, estamos aqui por um propósito, esse propósito é a evolução espiritual e aprender os verdadeiros valores da vida.

Então, foi no dia 19 de março de 2014, que a vida dela virou de cabeça para baixo e o chão se abriu, ela ficou confusa e não entendia o que estava acontecendo. Uma espera desesperadora, exames e mais exames e ninguém dizia nada, ela não entendia o porquê daquilo tudo, pois sempre fez exames regularmente, comia bem, fazia exercícios... Por que aquilo estava acontecendo? A angústia tomou conta e a cada minuto o desespero tomava conta e ela tremia por inteiro.

Após essa espera desesperadora, o médico pediu para interná-la, pois teria de fazer uma biópsia, e ele só dizia que ela teria de confiar nele.
Foi no dia 21, depois de uma noite escutando seus pais com uma respiração ofegante e andando de um lado para o outro, que ela abriu os olhos e lá veio o diagnóstico assustador à primeira vista: Linfoma de Hodking. Oi, o que esse senhor queria de mim?? O que estava fazendo em meu corpo? O que eu tinha feito de errado? Como eu tinha permitido com que aquilo entrasse em meu corpo?

O desespero e as perguntas em sua cabeça não acabavam, uma menina de 23 anos com um câncer? Isso era possível? Estava mesmo acontecendo aquilo?

Será que eu sou tão ruim assim? Matei alguém em outra vida, certeza, era o que ela pensava no primeiro momento, mas foi com o amor de sua família toda ao seu lado naquela hora, que ela viu a luz para um caminho que não seria fácil, mas sua mente se abriu através de uma corrente de amor que se formou em um quarto de hospital e que fez com que ela tivesse a resposta para todas as perguntas. Eu tenho todo esse amor para me dar o suporte, Deus está me dando essa batalha, pois sabe que eu consigo. Então, ela levantou da cama e disse: “O que tenho de fazer agora? Eu permiti que isso acontecesse, então eu vou lutar para tirar isso de mim”.

Assim começou seu processo de uma verdadeira guerreira, ela vestiu suas armaduras e se fortaleceu para ir à luta. Saiu do hospital e cortou o cabelo como a Mulan, naquele filme da Disney, quando ela resolve ir para a guerra.

Quando começou a batalha do tratamento, os efeitos colaterais começaram a aparecer, e foi quando sua cabeça começou a se abrir mais e a perceber as coisas a sua volta. A família era tudo o que ela tinha para se apoiar caso desse uma escorregada; quando os enjoos vinham e não conseguia comer, ela parava e pensava: “Nossa, como é bom comer sem ter enjoos, e sentir o gosto dos alimentos... como é bom quando estamos saudáveis. Não damos o valor necessário para cada detalhe do nosso dia a dia”. Ela passou a olhar para frente, a conhecer pessoas que estavam passando pela mesma coisa, e trocavam experiências em um ambiente que ela jamais imaginava que estaria um dia.

Nenhum guerreiro é de ferro, ela teve altos e baixos, tinha seus medos e dores, mas agora se abria mais e tudo ficava mais leve em sua vida, e logo todo o medo passava, pois o amor era dominante em sua casa e energias ruins nunca foram permitidas. Nesse tratamento, como também em tudo em nossa vida, devemos ter a cabeça sempre com pensamentos positivos e acreditar que chegaremos aonde queremos chegar, e ela acreditava e já se imaginava no grande dia de sua alta, tocando seu sino, o símbolo da sua cura que ficava no hospital em que fazia o tratamento.

Ela tinha certeza de que Deus a estava sustentando e já tinha atendido a seu pedido da cura 100% para sempre, mas na matéria, as coisas são um pouco lentas, então temos de ter paciência e aceitar que tudo tem seu tempo e hora certa planejada para acontecer.

Um grande sorriso para o obstáculo é remover a pedra para que o caminho da luz apareça, e foi isso que ela fez, foi tirando todos os dias uma pedra do seu caminho e vendo a luz no final da caminhada junto com sua Fé. O amor da família fez com que essa menina se transformasse e renascesse, e hoje ela agradece por essa oportunidade de ter passado por uma estrada dura, mas que a ajudou em sua evolução espiritual.

Por isso, nunca deixem de lutar, nunca deixem que um obstáculo vença em sua vida, você é mais forte do que imagina.

Marcella Meneghetti Duarte

            Conheça o blog da Marcella em: blogmamene.blogspot.com

7 comentários:

  1. Oi marcela como você conseguiu amenizar as queimaduras da rádio
    Me ajude

    ResponderExcluir
  2. Oi marcela como você conseguiu amenizar as queimaduras da rádio
    Me ajude

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Walfredo tudo bem?
      Olha só eu passava uma pomada chamada Biofine, ela não existe no Brasil, mas veja com seu médico se ele não consegui para você! Ela é ótima, não tive nenhuma queimadura durante as rádios!
      No meu blog tem um post sobre ela, se quiser dar uma olhada:www.blogmamene.com.br
      Espero que tenha te ajudado! Bjus

      Excluir
  3. Eu estou no fim de um tratamento contra o Linfoma Não Hogkin, e foi bem parecido com a luta da Marcella... Graças a Deus, estamos bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças a Deus está bem! Que Deus te abençoe sempre! Bjs

      Excluir