Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

MOMENTO DIFÍCIL – DIVALDO FRANCO



    O mundo está em crise, e o Brasil estertora, conforme o noticiário de todo instante. Sucedem-se os escândalos, e as surpresas com as pessoas envolvidas produzem um duplo efeito: desencanto em confiar em indivíduos de aparente apresentação digna, inimputável, mantenedores, no entanto, de conduta vulgar e criminosa, assim como a perda da esperança em dias melhores ante a cultura da desonestidade que campeia à solta. A questão, no entanto, é mais ampla porque se apresenta com caráter internacional. O ser humano parece ter perdido o rumo ético, entregando-se aos excessos de toda ordem, revivendo preconceitos bárbaros que se repetem causando lástima e compaixão.
    Haja vista o que o Estado Islâmico está realizando em uma cidade do Iraque onde se encontram cristãos. Além de destruir todos os monumentos que honram o passado e são patrimônio da humanidade, estão degolando selvagemente os adeptos do Cristo, em espetáculo de hediondez, repetindo com mais crueldade as perseguições promovidas pelo Império Romano durante os três primeiros séculos do nosso calendário.
    Os crimes crescem assustadoramente, e os cidadãos nos encontramos amedontrados, receando as ruas e também a intimidade dos lares, onde os bandidos se adentram e cometem arbitrariedades. Como mecanismo de fuga, os brasileiros sorrimos dos comportamentos anedóticos de autoridades que deveriam zelar pelo idioma pátrio, sem aventureirismos ridículos, através dos veículos da comunicação virtual. Não serão resolvidos os dramas existenciais com a zombaria, as reclamações, os doestos. Tornam-se indispensáveis comportamentos corretos, conscientização de possibilidades de ação através das leis que vigem no país.
    Se cada cidadão e cidadã brasileiros cumprirem com o seu dever, poderemos restabelecer a ordem e voltar a confiar no futuro. Jesus estabeleceu uma ética desafiadora que serve de bastão psicológico de segurança: “Não fazer a outrem o que não gostaria que outrem lhe fizesse.”

Artigo de Divaldo Franco publicado no jornal A tarde de 27 de agosto de 2015.
Conheça a Mansão do Caminho em: mansaodocaminho.com.br

13 comentários:

  1. É muito triste e revoltante ver o caos em que o país mergulha!
    O Governo anuncia o aumento de impostos como sendo a solução de uma crise que é muito mais moral que financeira! Nós que já estamos ganhando a medalha de maior carga tributária mundial, ainda teremos os impostos aumentados... É dessolador!
    A impressão que tenho é que o mal está vencendo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mal jamais vencerá, simplesmente porque o mal não existe: ele é apenas a ausência do bem, assim como a escuridão é a ausência da luz. Ele é transitório, e dura enquanto não nos dispomos a exteriorizar as virtudes que Deus inseriu em nosso Self, ao nos criar imagem e semelhança de Si próprio. Façamos com que brilhe a nossa luz, e as trevas desaparecerão.

      Excluir
    2. Eu já me espantei por observar que algumas pessoas fazem o mal acreditando piamente que fazem o bem.

      O bem segundo compreendo é aquele legado pelas tradições greco-latinas-judaicas-cristãs.

      Os adeptos da escola de Frankfurt já perceberam que toda nossa consciência de bem, de correção, de moral, de ética, etc. residem nesses quatro pilares de nossa civilização.

      Se estamos hoje sentindo que há algo totalmente errado no mundo e que ele caminha para o abismo é justamente porque esses pilares vem sendo atacados e demolidos gradualmente na sociedade humana.

      Observem, por exemplo, que o pilar grego que criou os conceitos de república e democracia ainda está sendo preservado porque serve aos interesses da classe política.

      Já o judaísmo, o cristianismo e o Direito, estão sendo constantemente atacados e ridicularizados a fim de extirpá-los da civilização que muito provavelmente se tornará algo irreconhecível para nós.

      Excluir
  2. Pedro Cintra Faria31 de agosto de 2015 17:56

    Fazer o bem sempre não importa a quem , Jesus em sua peregrinação expulsou os mercadores e vendedores do Templo Sagrado e perguntaram se era justo pagar os imposto a Cezar e no qual respondeu de a Cezar o que é de Cezar e a Deus o que é de Deus, o Mundo passa por crises moral o homem perdeu o endereço de Deus e por isso acha dentro do imediatismo dos gozos aparentes e do materialismo toda a sua razão de viver com uma cobiça e uma gana por viver o momento e perdendo sua verdadeira identidade e a razão de estar na terra pelo seu progresso e aprimoramento moral , assim deve sofrer muitas idas e vindas no rodeio das reencarnações terrestre.

    ResponderExcluir
  3. INFELISMENTE, É EXATAMENTE ASSIM COMO DISSE DIVALDO E OS AMIGOS QUE COMENTAM A ATUAL SITUAÇÃO DO NOSSO QUERIDO BRASIL, TOMADO POR ENQUANTO PELAS FORÇAS DAS TREVAS, POR ENQUANTO, PQ ESTÁ PRÓXIMA A HORA QUE AS POSTESTADES DIVINAS EMBAINHARÃO AS SUAS ARMAS E NUNHUM TREVOSO, ESCAPARÁ, HAVENDO ASSIM UM LIMPEZA INIGUALÁVEL NO PLANETA, QUE Á PARTIR DAÍ, SERÁ UM MUNDO MELHOR, SÓ NOS RESTA TORCER PARA QUE ESSE DIA CHEGUE LOGO, POIS ASSIM COMO ESTÁ, NÃO MAIS AGUENTAREMOS , QUE DEUS SE APIEDE DE NÓS QUE NOS ESFORÇAMOS PARA NÃO SERMOS CONTAMINADOS POR TANTA DEVASSIDÃO E NOS PERMITA HABITAR-MOS A NOVA TERRA !!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. É momento de muita oração para enviarmos ao Universo energia de paz, esperança e fé. Evitarmos participar dessas críticas vulgares que correm pelas redes sociais e que não levam a nada positivo a não ser entrar em sintonia com a inferioridade moral.

    ResponderExcluir
  5. É momento de muita oração para enviarmos ao Universo energia de paz, esperança e fé. Evitarmos participar dessas críticas vulgares que correm pelas redes sociais e que não levam a nada positivo a não ser entrar em sintonia com a inferioridade moral.

    ResponderExcluir
  6. Achei pobre o artigo em comparação com outros escritos de Divaldo Franco. A argumentação positivista não é suficiente para analisar questões complexas da sociedade pós-moderna.

    ResponderExcluir
  7. Quem disse que o "mal é ausência do bem" negligencia a ENERGIA NEGATIVA, MATÉRIA e LUZ ESCURAS.
    Se existe LIVRE ARBÍTRIO é justamente nisso - a escolha em QUAL DOS SENHORES QUEREMOS SERVIR ?! Assim como o Cristo nos disse " não podeis servir a dois senhores "
    Depois da escolha feita SEGUIR o caminho é resultado, porém voltar atrás ainda é seguir no mesmo caminho, no mesmo sentido - mesmo que na direção oposta. E implica nas consequências. . . E não são estas que presenciamos? Em qual momento da (des)humanidade houve Paz, Harmonia, COLABORAÇÃO de FATO?! Se isto tivesse acontecido como chegamos ao ponto em que estamos??! Onde estão as REAIS bases cristãs??
    Nas escolas "mantidas" pelo catolicismo que sugou e roubou tanta riqueza material por quase dois mil anos??!
    Talvez os "evangélicos" tenham escolas que não se baseiam no lucro excessivo para "ensinar" o exemplo ESQUECIDO DO CRISTO?!
    Quem sabe os" ateus e à tôas" sejam menos HIPÓCRITAS mas nem por isso menos MATERIALISTAS EM SUAS ESCOLAS?!
    O mesmo não ocorre nas "universidades"cristãs" e materialistas - o ensino da COMPETIÇÃO, DO CONSUMO, E VALORIZAÇÃO do EGO EM DETRIMENTO DO TODO, DA HUMANIDADE, DO DIVINO, DO AMOR, DA INTELIGÊNCIA CONSCIENTE E INFINITA??!
    Temos SEGUIDO Cristo?! Qual de nós O tem SEGUIDO em parte ou em sua plenitude!!??
    Colhemos o que semeamos JUNTO COM O SENHOR QUE ESCOLHEMOS SERVIR!!
    Mudanças de conduta URGEM!
    Mas já é tarde de certa forma! O MAL TOMOU MUITO ESPAÇO ENTRE NÓS!! E continua...
    Por isso mesmo devemos ESTAR TOTALMENTE ENVOLVIDOS COM O CRISTO, enquanto ENCARNADOS, depois será AINDA MAIS DIFÍCIL!
    Sequer nos dignificamos a PROTESTAR ÀS RUAS E EXIGIR DESCÊNCIA!!!
    O quê vai mudar??
    Cristo vai nos salvar?? Fazemos algum MERECIMENTO para sermos salvos??!
    Estamos virando galho podre, seco, sem fruto - o destino certo é o FOGO!!
    E o próprio Cristo não poderá fazer nada!!
    Pois foi MOSSA MALDITA ESCOLHA!!??
    E então, vai CONTINUAR DORMINDO NO SEU SONHO CRISTÃO OU VAI AGIR DE ACORDO COM O CRISTO VERDADEIRO??

    ResponderExcluir
  8. É triste , mas depois de 2015 amos , ainda não aprendemos a grande lição de Jesus : AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO .Como disse o nosso Divaldo : Não fazer a outrem o que não gostaria que outrem lhe fizesse.”

    ResponderExcluir
  9. É triste , mas depois de 2015 amos , ainda não aprendemos a grande lição de Jesus : AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO .Como disse o nosso Divaldo : Não fazer a outrem o que não gostaria que outrem lhe fizesse.”

    ResponderExcluir
  10. Oração sim, pensamento positivo também, mas o que está em falta (e muito) é ação de nossa parte. “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”, conforme afirmativa de Martin Luther King.

    ResponderExcluir